Para garantir a qualidade daquilo que é entregue ao produtor, a Nutrien Ag Solutions possui um rígido sistema de coleta e analise sobre os produtos antes de sua expedição. Uma equipe especializada executa criteriosa verificação laboratorial das formulações que serão entregues ao cliente, sempre em conformidade com as solicitações e exigências do Ministério da Agricultura e Pecuária (Decreto nº4.954 e todas as demais Instruções Normativas).

Além de garantir a qualidade e o desempenho dos produtos, essa analise evita que os excessos ou incorreções nas formulações causem danos ao meio ambiente ou prejudiquem as condições do solo onde serão aplicados.

MANUAL DE AMOSTRAGEM

COMO COLETAR AMOSTRAS DE FERTILIZANTES PARA ANÁLISE

A comercialização de fertilizantes é regida pela Legislação Brasileira de Fertilizantes e as empresas do setor têm que se adequar a mesma; além disto, as empresas possuem um rígido controle de qualidade para assegurar as garantias que expressam em suas formulações, propaganda, etc.; garantias que não podem estar abaixo do mínimo expresso pela referida legislação. Entretanto, muitos produtores, revendedores, cooperativas gostam de avaliar o que estão comprando. Para isto, existe a análise de fertilizantes. Para que estas análises expressem com realidade, e não com erros, há necessidade de coletar amostras representativas que mostrem, com exatidão, os nutrientes contidos nas misturas vendidas. Vamos abordar uma série de passos que devem ser seguidos para a obtenção de amostras representativas do lote examinado.

A) NO CASO DE SACOS COM 50 QUILOS DE ADUBO

1º PASSO: Definir o tamanho do lote.

2º PASSO: Como coletar as amostras

1) Separe de cada camada horizontal, 5 sacos e selecione um saco para amostragem;

2) Os sacos devem ser tombados, no máximo 4 vezes, de um lado para o outro para haver homogeneização do produto e minimizar o efeito da segregação;

3) Selecionado o saco a ser amostrado, deite-o sobre uma superfície plana e insira a “sonda” fechada através da válvula, no sentido transversal;

4) inserida a sonda por inteiro, efetue a abertura da mesma para que o produto caia nos furos (dar algumas batidas no saco para que o produto penetre nos furos);

5) feche a sonda e retire a mesma;

6) repetir a operação para todos os sacos que serão amostrados; 7) acondicionar as amostras em sacos devidamente limpos e devidamente identificados.

B) NO CASO DE BIG-BAGS

1º PASSO: Definir o tamanho do lote.

2º PASSO: Como coletar amostras de big-bags

1) abra o big-bag a ser amostrado;

2) insira a sonda “fechada” no sentido vertical;

3) efetue a abertura da sonda para que o produto caia nos furos;

4) feche a sonda e retire-a;

5) a amostragem em cada big-bag deve ser feita em três pontos diferentes;

6) acondicionar as amostras em sacos plásticos limpos, e devidamente identificados

IDENTIFICAÇÃO DA AMOSTRA

– Produto: garantias do produto fornecidas pelo fabricante – encontra-se na nota fiscal ou expressas na sacaria.
– Tamanho do lote.
– Quantidade de sacos amostrados.
– Local da coleta.
– Nome do usuário.
– Data da coleta.

QUARTEAÇÃO DO PRODUTO

Após a coleta das amostras correspondente ao lote, o produto coletado deve ser quarteado.

QUARTEADOR JONES

O “Quarteador Jones” é um equipamento de 8 vãos de abertura, com largura mínima de 15mm cada uma; possui duas “bandejas coletoras” e uma outra bandeja “distribuidora”.

1) O produto é colocado nesta bandeja distribuidora e despejado sobre o quarteador. O conteúdo é recebido nas duas bandejas coletoras;
2) Despejar o conteúdo de uma das bandejas e repetir a operação até obter uma quantidade de 1 a 1,2 kg nas duas bandejas coletoras;
3) O produto destas bandejas será quarteado, em separado, a fim de se obter 4 partes homogêneas de aproximadamente 250g cada uma;
4) Estas amostras devem ser representativas e, após identificadas, serão enviadas a um laboratório credenciado e idôneo.

MATERIAIS UTILIZADOS

Sonda; Balança; Marreta de borracha; Sacos plásticos para análise; Quarteador tipo jones; 3 recipientes para armazenar os materiais coletados (bacias) 3 litros cada; Lacre.

PROCEDIMENTOS APÓS A COLETA DO MATERIAL

• Identificar os sacos plásticos com o nome do cliente, garantias do material, número do lote, embalagens e quantidade coletada;

• Colocar os materiais coletados nos sacos plásticos;

• Fechar e lacrar as amostras;

• Deixar uma amostra com o cliente;

• Enviar uma das amostras para o laboratório analisar;

• Ficar com uma das amostras de contra prova;

PROCEDIMENTOS DE LAVAGEM DO MATERIAL

Lavar todos os equipamentos usados com água e sabão; Separar a sonda para lavagem; Deixar secar separadamente.